Objetivos do Evento

OBJETIVOS PERMANENTES DO DIÁLOGO

O Encontro em sua programação macro objetiva criar oportunidades para o diálogo e troca de experiências (saberes e cuidados) entre os participantes para a formulação e implementação de estratégias de educação ambiental (EA), desenvolvimento de capacidades (DC), Comunicação (COM) e Mobilização Social (MOB) em Gestão Integrada de Recursos Hídricos (GIRH), assim como o debate construtivo no que se refere às boas práticas de gestão já existentes em nosso país, contribuindo para a organização do 8º Fórum Mundial da Água.

Em específico, o XV Diálogo Interbacias de Educação Ambiental em Recursos Hídricos, tem como objetivo central dar continuidade ao processo de integração e articulação dos 21 Comitês de Bacias Hidrográficas, visando construir uma nova cultura ambiental e de cuidado com as águas, este ano, em especial, contribuir com a mobilização brasileira para o 8º Fórum Mundial da Água.

Neste contexto, o Encontro Regional SUDESTE “Gestão Participativa e Social da Água”, tem como objetivo fortalecer a gestão participativa e social das águas no território brasileiro que tem apresentado resultados diferenciados e positivos nos últimos 20 anos, o que aponta para a importância de um debate mais avançado em regiões de nosso país visando a replicabilidade destas ações, objetivo este que se coaduna com os propósitos do Processo FORUM CIDADÃO do 8º Fórum Mundial da Água que pretende aglutinar em seus debates sob o prisma “Compartilhando Água”, todos os grupos de cidadãos interessados da sociedade civil, por exemplo, Organismos de Bacias, Organizações Não Governamentais, Comunidades, etc, que representem a sociedade como um todo e que de alguma forma estejam envolvidos com o desenvolvimento de projetos e serviços com tecnologia social para a gestão das águas.

Destacando especialmente que o Brasil vai sediar em março de 2018 o 8º Fórum Mundial da Água e que a participação cidadã se fará dentro do Processo FORUM CIDADÃO, é importante ressaltar que os debates irão propiciar a ampliação das ações de replicabilidade de boas práticas de gestão de águas no território brasileiro e ainda fortalecer a gestão participativa social nestes processos, de tal modo a garantir uma gestão integrada e compartilhada dos recursos hídricos em nosso país como legado do 8º Fórum Mundial da Água.

Como síntese de resultados deste Encontro Regional SUDESTE que contará com a participação de representantes de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro, podemos destacar:

I – oportunidade de apresentação e debates sobre de gestão sustentável dos recursos hídricos desenvolvidas com tecnologias locais e participação social dentro do território brasileiro e no âmbito internacional, em específico as que tragam o gerenciamento dos recursos hídricos de sistemas locais com autogestão da água e aplicação de tecnologias sociais de proteção e conservação e que tenham como foco o uso racional da água e a utilização por todos os usos múltiplos da água;

II – integração entre as ações de gestão participativa e compartilhada da água desenvolvidas no território brasileiro em consonância com a possibilidade de replicabilidade dentro da América Latina, Caribe e África no conceito de cooperação entre os países fundamentalmente pela gestão das bacias transfronteiriças;

III – debates sobre os processos de gestão sustentável da água entre os participantes de tal forma a ampliar o conhecimento e a amplitude dos resultados;

IV – Diálogo sobre a realidade dos segmentos representantes dos setores de agricultura, saneamento, indústria, lazer, meio ambiente, energia e demais setores participantes, em especial membros dos organismos de bacia, buscando resultados para serem levados ao 8º Fórum Mundial da Água de 2018.

V – compartilhamento e integração de resultados na aplicabilidade de tecnologias sociais para a gestão da água, em específico visando compor a grade de programação do 8º Fórum Mundial da Água,no contexto do Processo FORUM CIDADÃO, que tem com uma de suas missões, elevar a consciência e a atenção pública para assuntos relacionados à água assim com prover soluções para os problemas que os cidadãos enfrentam em suas localidades.